Termos/Técnicas

Gravura
Processo de incisão (riscar, gravar) sobre determinada superfície ou material que permite a sua reprodução a partir de uma matriz. É o resultado de uma ou mais técnicas de impressão, que consiste em transferir uma “imagem” da matriz para outro tipo de suporte.


“Etching” Gravura em metal
Uma das mais antigas técnicas de gravura (Data de 1500) pode ser produzida em chapas de cobre, zinco ou aço. A impressão é obtida pela ação corrosiva de um àcido ou ponta seca. A cor é aplicada individualmente e muitas vezes cada chapa é usada para uma só cor. 


“Silkscreen” Impressão serigráfica
Técnica pela qual estica-se um tecido fino (antigamente seda) num bastidor e bloqueia-se as partes que não serão impressas. Com um rodo, comprime-se a tinta, fazendo-a passar através da malha porosa e estampar o papel.  Apenas as áreas do tecido que não foram bloqueadas serão impressas.

 

 

“Woodcut” Xilogravura
Impressão  que tem por princípio a transferência do relevo de uma imagem desenhada e esculpida num bloco de madeira. A superfície da matriz é entintada e encaixada na prensa para impressão. 


Prova do artista 
Prova de impressão de uma gravura que um artista executa antes da tiragem propriamente dita. Enquanto as obras que constituem a edição numerada são disponibilizadas para a venda, o artista ou editor reserva as provas do artista para o seu próprio uso. 


Papel e pigmentos
As gravuras contemporâneas são produzidas em estúdios especializados, com uma equipe de técnicos que desenvolvem junto com os artistas seus projetos. O papel ultilizado é 100% algodão e normalmente são fabricados de forma artesanal por geracões de famílias na Europa. As tintas também seguem as mesmas tradições e os pigmentos são especiais.


Edição
É o conjunto de todos os exemplares de uma obra,
impressos na mesma ocasião.